Nossa História

A A

De controle familiar, o Grupo teve início com a história de empreendedorismo do cearense Edson Queiroz. Em 1951, o empresário, filho de comerciantes do interior do Ceará, viabilizou de forma pioneira a importação de gás dos Estados Unidos para o Ceará, promovendo uma mudança cultural ao substituir o fogão à lenha pelo botijão de gás. Assim nasceu a primeira empresa do Grupo, a Nacional Gás, que juntamente com as marcas Paragás e Brasil Gás atua no armazenamento, envase e distribuição de GLP (gás liquefeito de petróleo) em todo o Brasil.

Para dar apoio à venda de GLP, em 1963 foram criadas as fábricas de botijões de gás e fogões, que hoje é a Esmaltec, uma das mais modernas indústrias da América Latina. Com mais de quatro décadas alinhando experiência e qualidade, a Esmaltec é líder na produção e venda de fogões, com linhas que são constantemente renovadas, oferecendo o maior índice de eficiência energética. Detém, também, a liderança no segmento de bebedouros, com o Gelágua®.

Em 1967 foi inaugurado o negócio de alimentos e bebidas do Grupo. Iniciada com a água Indaiá, hoje a empresa Minalba Brasil é líder em vendas no segmento de águas minerais no Brasil. Conta com elevados e rigorosos padrões de qualidade, preservação das fontes naturais e sistemas fabris totalmente automatizados. É um portfólio de 12 marcas de bebidas prontas que tem o audacioso propósito de saciar o apetite dos seus clientes.

Com três fazendas no interior do Ceará, uma no Maranhão e outra no Piauí, a Esperança Agro é a empresa de agronegócios do Grupo, presente no mercado desde 1969. É hoje a maior produtora de leite do Norte/Nordeste, contando, também, com cultivo de castanha de caju, produção de mel, além de atuar com a bovinocultura de corte, seleção de reprodutores Puro de Origem (P.O.) Guzerá e Guzolando, e está em fase final de implementação do maior parque de manejo florestal sustentável do Maranhão.

Com o entendimento de que um estado desenvolvido é um estado bem informado, o empresário Edson Queiroz ingressou, ainda na década de 1962, na área da comunicação com a Rádio Verdes Mares, iniciando aí um dos mais importantes capítulos da história da comunicação no País. Em 1970 fundou a TV Verdes Mares (afiliada da Globo), que se uniu à Rádio Verdes Mares AM e ao jornal Diário do Nordeste, lançado posteriormente, em 1981. Hoje, o Sistema Verdes Mares é um conglomerado comunicacional que conta também com as rádios FM 93, Verdinha 810, Recife FM e Rádio Tamoio, emissoras de televisão TV Verdes Mares Cariri e TV Diário e os portais Verdes Mares e G1 Ceará.

Com base no princípio de levar desenvolvimento às comunidades onde atua, o Grupo criou, em 2015, a Quepar Incorporações. Com uma proposta inovadora, a Quepar entra no mercado em posição de destaque, com uma grande carteira de imóveis próprios locados e um relevante land bank (banco de terrenos) distribuído nas principais capitais brasileiras e com a solidez de quem tem história, mas com o olhar voltado para a construção de um futuro com grandes projetos de vida.

O fundador do Grupo Edson Queiroz, o empresário Edson Queiroz esteve à frente dos negócios até 1982. Devido à sua precoce morte em um acidente aéreo, a partir deste ano, sua esposa Yolanda Queiroz assumiu a presidência e seus filhos, Airton Queiroz e Edson Filho, a diretoria. Este é o marco da mudança da gestão dos negócios para a segunda geração.

Com um DNA de empresa familiar, o trio fortaleceu todo o trabalho desenvolvido por Edson, consolidando os negócios, implementando áreas, estreitando o relacionamento com os quadros de funcionários e promovendo o desenvolvimento do Estado.

Em 2017, a terceira geração da família assume os negócios. Com veia empreendedora vinda de casa, os netos de Edson Queiroz – Abelardo Rocha, Edson Neto e Igor Queiroz – encarregam-se da gestão do Grupo. Em 2019, Edson Neto e Igor Queiroz passam a exercer funções exclusivamente no Conselho de Administração, ocasião em que assumem a Vice-Presidência os executivos Roberto Costa (Relações Institucionais) e Aélio Silveira (Administrativo), permanecendo Abelardo Rocha como Presidente Executivo.

Compartilhamento